sábado, 12 de setembro de 2015

Personagem - Virgens Escolhidas





Existe um livro dentro do universo da Saga Cidade de Cristal, chamado Livro da Irmandade da Luz, escrito pela Alta Sacerdotisa Kahla. Esta Alta Sacerdotisa juntou todas as informações contidas no diário da primeira Alta Sacerdotisa da Irmandade da Luz. O nome dela era Indra, e ela recebeu a visão de Gaya e a profecia do Filho de Gaya e Erebus, que viria em breve. Indra desenvolveu o embrião do que seria a Irmandade da Luz, mas que só veio a se estabelecer como uma religião pagã forte após sua morte, sob o comando da Sacerdotisa Kahla. Ela escreveu o Livro contendo todos os ensinamentos orais, rituais, diretrizes para lidar com as possíveis mães do Filho de Gaya e como reconhecer este Filho.

Segundo as leis ritualísticas descritas neste livro, há uma classe de mulheres chamada Virgens Escolhidas. São mulheres que se consagram à Irmandade antes da puberdade, entregues por seus pais para o serviço sagrado. Como o grupo das Irmãs da Luz, que rege a Irmandade, já está completo, e essas mulheres só são substituídas em caso de morte por outras aprendizes dos ofícios, as meninas consagradas vão para outra casta. Elas são mantidas enclausuradas em alguma propriedade da Irmandade, cuja localização é conhecida apenas pelas Irmãs da Luz, e são treinadas para os ofícios em rituais específicos.

Sob uma lei rígida, as Virgens Escolhidas não podem sequer ser vistas por homem algum. Mas elas não se conservam virgens. Recebem este nome por serem entregues ainda crianças e por jamais conhecerem homem algum durante toda sua vida, por exceção de sexo ritualístico dentro da mais alta esfera da Irmandade da Luz. Caso um homem veja uma Virgem Escolhida, a lei manda que ele ofereça seus olhos em sacrifício à Serpente Antiga, a maior divindade da Irmandade da Luz, aquela que, para eles, representa todos os deuses de todas as religiões do mundo.

As Virgens Escolhidas são requeridas para muitos rituais importantes, tais como consagração do Filho de Gaya, consagração dos candidatos a Filhos de Gaya em outras funções, consagração de chefes de Estado para ofícios dentro da Irmandade, sexo ritualístico em rituais específicos da Irmandade apenas para altas esferas da elite mundial. Suas aparições estão ligadas a rituais tão seletos que a maioria dos adeptos da Irmandade sequer sabe que elas existem e, se ouviram falar, não têm muitas informações, a menos que pesquisem no Livro da Irmandade da Luz.


Muitas Virgens Escolhidas são tomadas por algumas entidades e possuem a Visão, e acabam por profetizarem em momentos pontuais, mas não é esta sua função.

Nunca foi divulgada a informação de quantas Virgens Escolhidas existem, bem como a localização da casa onde são mantidas. A única informação que alguns privilegiados dentro da Irmandade tinham era que a casa onde se estabelecem fica em algum lugar ao norte da União Europeia. O conhecimento sobre elas é restrito a que ficavam reclusas à casa, e jamais saíam a não ser para realização de rituais que exigem sua presença. Ninguém jamais lhes vira o rosto, sempre usam máscara completa durante esses rituais.

Elas aparecem pela primeira vez em algumas cenas importantes, descritas no livro Império da Luz, livro II da Saga Cidade de Cristal. Um delas mostra uma Virgem Escolhida realizando o ritual de consagração de Aldrich, um dos candidatos a Filho de Gaya ao perder seu posto privilegiado e ser consagrado a Alto Conselheiro da Universidade Seven Rays. Ela é responsável por ungir o corpo de Aldrich com unguentos especiais, recitando versos e encantamentos em honra à Serpente Antiga, a Gaya e a Erebus, maiores divindades da Irmandade da Luz. Em outro momento, cerca de vinte Virgens Escolhidas são enviadas à Mansão de Margeau, às margens do mar da Galileia, em Israel, para um ritual de consagração envolvendo sexo ritualístico, contando com a presença dos dez mais influentes chefes de estado da época, incluindo presidentes, primeiros ministros e príncipes das maiores potências do mundo e seus cônjuges, além das Irmãs da Luz e do próprio Junius de Margeau, um grupo extremamente seleto.

Suas aparições são pontuais e raras, e apenas poucos privilegiados podem ter contato com as Virgens Escolhidas, mas nunca lhes dirigir a palavra sem o consentimento da Alta Sacerdotisa Meriadne. Falar com uma delas sem permissão é extremamente proibido, e a punição para a quebra desta regra é a mudez absoluta, clausura para o serviço eterno na casa das Virgens Escolhidas e castração. Não se sabe se já há eunucos na casa, não se tem notícias reais sobre homens que romperam esta regra e foram castrados, mas há histórias que se contam sobre o assunto.



Gostou?
Comente, compartilhe, siga nosso blog e curta nossa fanpage!
Para adquirir o seu exemplar, use os links abaixo. E não se esqueça de nossa promoção Dose Dupla, agora com frete grátis para todo o Brasil. Mas é por tempo limitado!



Editora Deuses     -     Amazon     -     Clube de Autores     -     Skoob     -     Fanpage

6 comentários:

  1. Cada dia mais ansiosa para essa leitura. Louca pra série toda ficar pronta e poder ler tudo de uma vez.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oxe, mulher, vai esperar tudo ficar pronto é? rs

      Excluir
  2. A minha ansiedade tá acabando comigo! Apaixonada cada vez mais por essa saga!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Promoção 30,00 frete incluso + marcadores + spin off. Aproveita!!!

      Excluir
  3. Eu quero....e quero autografar no dia do lançamento. O que é spin off??

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Flávio! Spin-off é uma história a mais, um bônus, e ela acontece dentro do mesmo universo da história principal. No caso, o spin-off A Sétima Colina é uma história a mais, que vai de presente para quem comprar Guerra Negra até dia 12/10, e esta história acontece no mesmo universo de Guerra Negra.

      Excluir